Translate - Tradutor

Total de visualizações de paginas

veja a baixo , o Pais e a cidade dos visitantes

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O que a mulher deve buscar em um homem

Só se encontra o outro quando se está bem consigo mesmo

Por Débora Ferreira
debora.ferreira@arcauniversal.com


Qual o tipo de parceiro ideal para se relacionar? Um companheiro calmo, prestativo, atencioso, generoso, que seja de uma família bem estruturada e tenha a intenção de manter um relacionamento sério e duradouro. Enfim, talvez essas sejam apenas qualidades simples que uma mulher almeja em um homem para casar. “Antes de tudo é preciso conscientizar-se de que só se encontra o outro quando se está bem consigo mesmo. Definitivamente, quem procura, não acha”, comenta o apresentador do programa The Love School - A Escola do Amor (*), bispo Renato Cardoso.
De acordo com ele, nenhuma mulher se sente resguardada e nem gosta de estar ao lado de um homem indeciso e que demonstre fraqueza. Ele alerta ainda que elas sempre esperam atitudes bem pensadas e conduzidas com confiança pelo homem. Desta forma, ele transmite segurança e maturidade. “Ninguém quer se sentir desprotegida pelo seu companheiro, mas se por acaso isso acontecer, nada impede de haver uma boa conversa. Conte o que a incomoda e aflige”, comenta.
Para a psicóloga Cecília Dias, as mulheres têm o pai como referência de homem, seja ela boa ou ruim, e isso realmente funciona, pois elas conseguem discernir o que as faz bem. “Se o exemplo masculino for de um excelente progenitor e o mesmo demonstrar com atitudes que mantém um relacionamento estruturado e sólido com a mãe, certamente, ela vai querer um marido igual ou o que supere o que tem dentro de casa. Ela não vai querer ao seu lado um companheiro nem um pouco parecido”, explica.
Razão e emoção
As atitudes de uma pessoa podem dizer muito sobre ela e quais são seus objetivos. “Há diferença entre ser homem e macho. Ser homem é muito mais difícil. Quando o homem chora muito, automaticamente mostra que não está sendo forte em determinada situação. Isso não é uma regra, há situações em que ele pode até chorar, mas só quando o motivo for muito grave”, diz o bispo.
Segundo Cecília, antigamente as mulheres ficavam muito tempo dentro de casa, se dedicando apenas aos afazeres domésticos, e eram mais carentes. Mas, com o tempo, essa realidade mudou. Eas começaram a trabalhar para contribuir com as despesas do marido, mas não abriram mão dos cuidados e atenção do companheiro. Apesar de terem emprego, elas também têm de dar o toque feminino em casa, cuidar do marido, entre outras atividades, mas querem ser recompensadas com carinho.
“O homem não precisa dizer ‘eu te amo’ a toda hora. Muitas vezes, sem palavras e com pequenos gestos, ele fala até mais. O amor não é só demonstração de carinho”, alerta o bispo. Ele ainda ressalta que o amor tem uma visão inteligente e é capaz de pesquisar quem e o que realmente vale a pena na vida. Não deixe a emoção dominar, use a razão para decidir qualquer situação. Ele ressalta que a confiança é a base de um relacionamento, um tem que confiar no outro para o relacionamento se manter firme. Além disso, é preciso ter um diálogo aberto, porque a beleza acaba um dia. Nunca espere do seu parceiro algo que faria por ele. Se for o caso, converse, fale o que você gosta e como prefere.

(*) O programa Escola do Amor é transmitido diariamente, às 15h, pela IURD TV (www.iurdtv.com), e aos sábados, ao meio-dia, pela Rede Record

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário